Apoio aos Produtores

Introdução


O Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI) prevê o apoio aos produtores para que estes consigam aumentar o seu volume de produção, a sua produtividade e desenvolverem os seus negócios.

Para tal, o INAPEM presta um conjunto de serviços direccionados para auxiliar os produtores na satisfação das suas necessidades e na concretização das suas ambições: 

  • Acesso a crédito.
  • Capacitação e qualificação.
  • Acesso ao mercado interno.
  • Acesso ao mercado externo.
  • Aumento da produção e da produtividade.

Referente ao Acesso a Crédito para aceder aos serviços do INAPEM, os produtores devem submeter a sua candidatura através do website do PRODESI (clique aqui para aceder ao formulário) e aguardar pelo contacto da equipa responsável pela gestão de candidaturas.

Apresentamos as 5 etapas do Processo de Acesso ao Crédito:

1. Fase de Pedido de Apoio: Os produtores preenchem a candidatura de Pedido ao Apoio através do formulário.

2. Fase Triagem e Caracterização: Nesta fase, o gestor de projectos recolhe todas as candidaturas que foram recebidas da fase 1 e entra em contacto com cada produtor a solicitar, no prazo de 72 horas, o preenchimento, assinatura e datação do Contrato de Adesão e a Ficha de Caracterização. Após a recepção do e-mail, o gestor recolhe e organiza os documentos assinados e, com base na nova informação prestada pelo produtor, verifica se a candidatura se enquadra no PRODESI. Estando todos os requisitos preenchidos, a candidatura é encaminhada para a 3ª fase, certificando-se que todos os dados solicitados na 1ª e 2ª fase estão correctamente inseridos na base de dados e de acordo com as informações presentes no Contrato de Adesão e na ficha de Caracterização.

3. Fase de Constituição do Dossier de Crédito: A equipa do PRODESI presta todo o apoio institucional aos produtores com a finalidade de constituir um dossier para a banca, com um Plano de Negócios e toda a informação da Checklist solicitada pelo Banco identificado. O processo deve ter um Estudo de Viabilidade Económica e a Documentação da Empresa. O produtor deve cumprir na íntegra com os todos requisitos. Tendo todos os procedimentos acima cumpridos, o gestor deverá encaminhar a candidatura para a 4ª fase, actualizando a informação na base de dados.

4. Fase de Negociação com os Bancos: Esta fase garante junto do banco identificado que o projecto tem toda a documentação necessária para ser analisada. Mostra as mais valias do projecto para o sector real da economia e faz com que os bancos com os 40 dias para análise apresentem o deferimento do projecto. Esses 40 dias são definidos pelo Instrutivo Nº7/2020 de 20 de abril do Banco Nacional de Angola (BNA). Caso todos os procedimentos sejam cumpridos e haja aprovação da banca, a candidatura deve ser encaminhada para a 5ª fase, atualizando a informação na base de dados.

5. Acompanhamento de Crédito Desembolsado: Esta fase assegura que os bancos comerciais sigam os níveis de serviços mínimos prestados aos consumidores dos serviços prescritos no Instrutivo Nº7/2020 de 20 de abril do Banco Nacional de Angola (BNA), que define o prazo máximo de resposta, formalização e disponibilização do crédito. Depois da disponibilização, acompanha a execução física e financeira dos projectos.