200 Mil Empregos Previstos na Indústria Têxtil

2020-08-31

Estudo do PRODESI, sobre a Cadeia de Valores do Sector do Têxtil, Vestuário e Calçado de Angola, revela que 200 mil empregos directos e indirectos podem ser criados no sector da indústria têxtil.

O estudo indica ainda que a indústria têxtil poderá produzir 200 mil toneladas de fibra de algodão por ano, sendo 50 por cento para exportação e outra meta para o consumo interno.

O sector têxtil, vestuário e calçado, em Angola, tem uma meta de gerar, até 2025, receitas de 1,5 bilião de dólares, o equivalente a 87,9 biliões de Kwanzas. O desafio é de tornar o país num participante significativo no mercado internacional na produção de t-shirts.

Para atingir este objectivo, muitas acções estão já em curso, desde a adequação da formação académica nas áreas em questão, como parcerias com investidores brasileiros e outras empresas que estão à procura de desenvolver os seus negócios no sector industrial têxtil angolano.

Partilha nas redes sociais: