Angola e o Fundo das Nações Unidas para a Alimentação assinam acordo de parceria AgroProdesi

2020-10-28

O Minstro da Economia e Planeamento, Sérgio dos Santos e a representante residente do Fundo das Nações Unidas para a Alimentação (FAO) Gherda Barreto, assinaram hoje, quarta-feira um acordo de parceria para a implementação do projecto AgroProdesi.

Os objectivos do projecto são quatro, nomeadamente:

1. Promover a concertação económica com a participação da academia para o desenvolvimento do agronegócio e da inovação tecnológica nas cadeias de valor priorizadas;

2. Facilitar a integração e o acompanhamento da academia nos processos de desenvolvimento de capacidades e formulação de planos de negócio para a agricultura, com auxílio da ferramenta da FAO, Rural Invest e My Coop;

3. Acelerar a integração das Universidades nos processos de investigação participativa e inovação tecnológica para o fortalecimento das cadeias de valor priorizadas; e

4. Promover formações direccionadas em sede da Agricultura por Contrato, disseminar conhecimentos dos Cinco (5) tipos de contratos que a FAO preconiza assim como o MEP.

O projecto AgroProdesi, além do Ministério da Economia e Planeamento (MEP) que coordena, vai contar com a participação activa dos Ministérios da Ensino Superior, Ciência, Tecnologias e Inovação (MESCTI), Ministério da Agricultura e Pescas (MINAGRIP), Ministério da Indústria e Comércio (MINDCOM), 29 faculdades, institutos e escolas superiores de 8 Universidades do país e a FAO.

O AgroProdesi visa o aumento da produção agroalimentar nacional, integra de modo multissectorial e multiactor todas as valências já existentes e catalisa-as para responderem com celeridade as premissas de desenvolvimento do agronegócio.

As Universidades são fontes de conhecimento e gerem a força juvenil que se prepara para os desafios profissionais da sociedade.

Partilha nas redes sociais: