Ministério da Economia e Planeamento Firma Memorandos de Entendimento para Apoiar Pequenas e Médias Empresas

2020-07-30

O Programa de Apoio ao Crédito (PAC) foi hoje reforçado com um capital de 24 767 500 000,00 akz de (Vinte e Quatro mil Setecentos e Sessenta e Sete milhões e Quinhentos Mil Kwanzas), numa iniciativa conjunta entre o Ministério da Economia e Planeamento, o Banco de Desenvolvimento de Angola (BAD) e o Fundo de Garantia de Crédito (FGC), cujo objecto principal é a operacionalizar às acções do PAC na concessão de créditos aos produtores nacionais.

A assinatura dos Memorandos de Entendimentos para materialização do PAC no âmbito do PRODESI, decorreu hoje, quinta-feira (29), na sala de imprensa “Carlos Rocha Dilolwa”, na sede da Economia e Planeamento, e foi conduzida pelo ministro, Sérgio dos Santos, na presença dos Presidentes dos Conselhos de Administrações do BAD, Henda Inglês, do Fundo de Garantia de Crédito, Manuel Passos, respectivamente.

O acordo tripartido envolveu igualmente cinco bancos comerciais, nomeadamente, Banco Sol, Banco Caixa Geral de Angola, Banco Prestígio, Banco Crédito do Sul e o Banco Económico, tendo cada um disponibilizado um volume de verbas para reforçar a linha de créditos do PAC.

Intervindo na cerimónia, o ministro da Economia e Planeamento, agradeceu o gesto dos bancos representados no acto, por se juntarem a iniciativa governamental e, disse esperar que este acordo firmado entre o executivo e a banca, possa trazer resultados concretos no sentido de alcançar materialmente àqueles produtores nacionais, cujos perfis dos respectivos projectos se enquadrem nos 54 bens da cesta básica identificados no PRODESI.

Assim, do acordo assinado com os cinco novos bancos citados, o PAC tem disponíveis um total de 227.767.500.000,00 AKZ (Duzentos e Vinte e Sete Mil Milhões, Setecentos e Sessenta e Sete Milhões e Quinhentos e Mil Kwanzas ), para financiar projectos inseridos no PRODESI.

Importa realçar que as verbas disponíveis para o PAC nos referidos bancos, são às seguintes:

Banco Caixa Geral de Angola – 13.667.500.000, 00 AKZ;

Banco Económico – 5.000.000.000, 00 AKZ;

Banco Sol - 5.000.000.000, 00 AKZ;

Banco de Crédito do Sul - 5.000.000.000, 00 AKZ;

Banco Prestígio – 1.100.000.000, 00 AKZ.

Partilha nas redes sociais: