Portal da Produção Nacional deve atingir 40 mil produtores até 2022

2021-01-05

O PRODESI definiu como objectivo até ao final de 2022, cadastrar cerca de 40.000 produtores. Ciente da relevância do investimento privado e da necessidade da diversificação económica, o Executivo aprovou por via do Decreto Presidencial n.º 169/18 de 20 de Julho o Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI). Trata-se de um programa para promoção de riqueza no país, por via da produção de produtos com maior potencial de geração de valor às exportações e substituição de importações, motivo pelo qual se elegeu os sectores: Alimentar e Agro-indústria; Recursos Minerais; Petróleo e Gás Natural; Florestal; Têxteis; Vestuário e Calçado; Construção e Obras Públicas; Tecnologias de Informação e Telecomunicações; Saúde; Educação; Formação e Investigação Científica, Turismo e Lazer.

O programa está a aproveitar melhor do que já foi feito e está em curso no país. No entanto, rigorosamente procurasse definir as etapas/metas, o calendário de execução, as responsabilidades e adaptar uma coordenação transversal das várias iniciativas ministeriais.

O que tem permitido corrigir, os vários constrangimentos que impossibilitaram o sucesso das iniciativas anteriores do Governo. Tudo isto numa perspectiva integrada. Isso, tem dado espaço a avaliação do resultado, a monitoria, a correcção e a respectiva conclusão das tarefas.

O produtor nacional ao colocar a informação no Portal da Produção Nacional (PPN), automaticamente, está a colocar o seu produto numa rede mundial que, permite auxiliar as associações, cooperativas e transportadoras de mercadoria a potenciar o seu negócio. O PPN concede a possibilidade de fazer comércio a um “click”, com todos os agentes económicos do mercado interno e externo.

Partilha nas redes sociais: