Estudo Sobre Granitos e Rochas Ornamentais

2020-05-17

 

Elaborado por:  Filipe de Sousa Martins (Consultor Internacional)

Resumo: Este documento foi elaborado com a assistência da União Europeia. Os pontos de vista expressos neste relatório são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não refletem necessariamente a visão da União Europeia.

De acordo com o estudo, a estrutura econ√≥mica de Angola mant√©m-se pouco diversificada, com o sector petrol√≠fero a representar ainda cerca de 20% na estrutura do PIB, 60% das receitas fiscais e ultrapassa os 90% das exporta√ß√Ķes, revelando a vulnerabilidade da economia em rela√ß√£o ao exterior.

Foi uma das causas que, devido à queda abrupta dos preços médios do petróleo, a partir do segundo semestre de 2014, levou a que Angola tivesse sido afectada por uma forte crise económica.

Esta crise teve um significativo impacto na capacidade de crescimento econ√≥mico do pa√≠s, com menos exporta√ß√Ķes, menos investimento p√ļblico e, provavelmente, tamb√©m menos investimento privado.

O objectivo deste Estudo √© o de assistir o Minist√©rio do Com√©rcio na melhoria da sua informa√ß√£o sobre o sector das rochas ornamentais Granito e M√°rmore - de forma a apoiar a diversifica√ß√£o da economia e contribuir para o aumento das exporta√ß√Ķes n√£o petrol√≠feras.

O mesmo estudo apoiar√° igualmente a APIEX – Ag√™ncia para Promo√ß√£o do Investimento e das Exporta√ß√Ķes de Angola na presta√ß√£o de servi√ßos de qualidade para as empresas angolanas.

O Estudo de mercado sobre o sector do granito e das rochas ornamentais da Rep√ļblica de Angola e seu potencial exportador est√° estruturado da seguinte forma:

  1. Definição do sector.
  2. An√°lise da oferta.
  3. An√°lise da procura.
  4. Regime do sector.
  5. Exportação.
  6. Investimento.
  7. Cultura empresarial.
  8. Conclus√Ķes e recomenda√ß√Ķes.

Para aceder ao Estudo sobre Granitos e Rochas Ornamentais, clique aqui.

Partilha nas redes sociais: